Saiba como fazer avaliação de fornecedores!

Felipe Gonzales

Felipe Gonzales

Product Manager com mais de um década de trabalho na indústria de tecnologia. Com vasta experiência em projetos de integração da cadeia de suprimentos.

7 de Novembro

A construção civil é um mecanismo complexo, que depende de muitas peças para montar cada quebra-cabeça que são as obras. Isso significa que não dá para fazer tudo sozinho. 

As construtoras precisam de parceiros tão fortes e confiáveis quanto possível para fornecer os materiais e até parte da mão de obra necessária no canteiro de obras

avaliação de fornecedores

Mas isso pode ser um grande desafio, já que o setor tem uma mistura muito grande entre profissionais e amadores, gente confiável e outros que não tem reais qualificações. A solução está na avaliação de fornecedores.

Neste artigo vou te mostrar por que fazer essa avaliação é importante e quais critérios levar em conta ao aplicá-la para que você não fique na mão com sua obra.

Por que é importante avaliar seus fornecedores?

Muitas empresas não se dão ao trabalho de avaliar seus possíveis fornecedores porque confiam cegamente nas indicações de outros ou apenas confiam que não há nada a perder. 

Outro pensamento comum é de que há tanta gente no mercado que o fornecedor será obrigado a fazer um trabalho de qualidade para se manter competitivo. Em teoria isso é verdade, mas nem sempre a pessoa do outro lado pensa dessa forma, o que pode trazer grandes prejuízos para a sua obra, tanto no curto prazo quanto depois.

Muita coisa pode sair do planejado se os fornecedores não tiverem as qualificações certas, como:

  • atraso de prazos de entrega;
  • troca de materiais por itens de qualidade inferior;
  • erro nos cálculos de despesas;
  • problemas de comunicação durante a parceria;
  • cobranças indevidas;
  • entre outros problemas.

Por que é um erro avaliar só critérios técnicos antes de escolher um fornecedor?

Outro erro comum é analisar só critérios técnicos, ou seja, aqueles que dizem respeito apenas à capacidade do fornecedor de entregar o material ou realizar o serviço. Evite isso a todo custo.

Afinal, não estamos falando de robôs, mas de pessoas. E geralmente os problemas acontecem por conta da relação interpessoal, não da capacidade de entrega do profissional. 

avaliação de fornecedores 2

Por exemplo, um fornecedor que tem as melhores peças e preços, mas tem muitos problemas com a justiça, é alguém para ficar longe. 

Em outras palavras, não caia em nenhum dos dois extremos:

Não se baseie só na amizade com determinado fornecedor, mas também não olhe apenas para seus preços e habilidades. Enxergar a relação de parceria de forma sistêmica, como um todo, é fundamental para se blindar neste sentido.

7 critérios de avaliação de fornecedores para se levar em conta

vários critérios que vale a pena levar em conta na avaliação de fornecedores. Por considerar cada um deles com calma você vai garantir uma escolha mais segura e tranquila. 

São vários critérios, é verdade, mas acertar na escolha por notar cada um deles pode significar encontrar parceiros para muitos anos na frente. Sendo assim, aqui está o que você precisa observar:

1. Experiência

A experiência é o fator mais importante desta lista? Com certeza não. Na verdade, não é um requisito que o fornecedor seja experiente. Mas, ainda assim, é preciso saber qual é o nível de experiência dele.

Isso vai fazer toda a diferença na forma de conduzir a negociação, de definir as expectativas e o modelo de operação da parceria. Por exemplo, fornecedores novos podem oferecer condições melhores de preço e pagamento pelos mesmos produtos ou serviços, para ganhar espaço no mercado.

Além disso, um negócio pode ser novo, mas ter por trás profissionais experientes no setor. Assim, experiência não quer dizer, necessariamente, que a empresa em questão terá uma marca reconhecida no mercado.

2. Especializações

Mais uma vez, cabe dizer que as especializações não são critério fundamental para a escolha, mas servem como diferencial competitivo. Pense, por exemplo, em um fornecedor de materiais que é parceiro certificado das principais marcas do mercado. Ele pode ter acesso a peças e itens que outros fornecedores menores não teriam.

Até o seu conhecimento pode fazer diferença, já que ele talvez aponte soluções inovadoras que o mercado ainda conhece pouco. Quanto mais tecnicamente apto for o seu fornecedor, melhor para os seus projetos e obras.

Por isso, pesquise quais especializações ele tem e veja se elas podem ter efeito prático no tipo de obra que a sua construtora realiza. Isso vai tornar mais fácil encontrar parceiros fora da curva, que podem fazer a diferença para os seus resultados.

3. Reputação

O que as outras empresas dizem sobre o fornecedor é um forte indicativo da qualidade dos seus serviços. Por isso, não deixe de pesquisar a fundo a reputação da empresa ou profissional. 

Se o fornecedor for novo no mercado, escolher fazer parceria com ele será um voto de confiança. É possível? Sim, desde que os outros critérios desta lista sejam atendidos com louvor. 

Mas, de modo geral, você vai querer saber a reputação de um fornecedor. Se ele tem um comportamento ruim com outros, por que faria diferente com você? O mesmo vale para uma reputação positiva. Sabendo qual é a imagem que ele construiu para si no mercado fica muito mais fácil dar o “sim” ou “não”.

4. Resultados práticos

Um ponto importante aqui: experiência e reputação nem sempre significam que o fornecedor tem resultados práticos para oferecer. No caso de materiais de construção, por exemplo, isso não se aplica tanto. Mas ao falar de um prestador de serviço a história muda.

Se o profissional ou empresa em questão tem experiência e boa reputação, será que é por causa do que entregou ou por outros motivos, como preço baixo e personalidade agradável? É bom prestar atenção ao que o fornecedor pode fazer, de forma prática, e descobrir se não conseguiu, de certa forma, enganar o mercado até o momento.

5. Estrutura

Qual a estrutura de entrega que o fornecedor dispõe? Se ele entrega materiais, tem uma grande loja ou galpão com muitas opções, caminhões para entrega, pessoal de suporte que entende do assunto? 

avaliação de fornecedores 3

Caso preste serviços, tem boas ferramentas e equipamentos, especialização no domínio deles, acesso a tecnologia de ponta? Tudo isso afeta a relação e a qualidade do que vai chegar até a sua obra. 

Tenha em mente também que quanto mais robusta a estrutura, mais caro tende a ser o preço dos serviços. Por isso, equilibre bem suas exigências, mas sempre vá atrás do melhor custo-benefício possível para as suas necessidades. 

6. Segurança jurídica

Depois de falar sobre vários critérios relacionados a entrega do serviço, aqui vamos lembrar da importância de se blindar em sentido jurídico. Fazer negócios com alguém que enfrenta problemas com a justiça é péssimo para a sua empresa, então tome o cuidado de pesquisar se o fornecedor:

  • tem processos pendentes que poderiam afetar a sua empresa, direta ou indiretamente;
  • tem como garantir a procedência de qualquer item que vende;
  • já se envolveu com qualquer ilegalidade no passado.

A princípio pode parecer exagero, mas se proteger contra possíveis processos e problemas com a polícia é uma medida 100% necessária.

7. Valores e princípios

Por fim, os valores e princípios do fornecedor têm de estar alinhados com o que a sua empresa pensa sobre negócios, gestão e qualidade de entrega para os clientes. Caso contrário, é muito fácil ter problemas grandes no meio da parceria.

Não se esqueça:

O que não falta são fornecedores no mercado. Se os valores com um candidato não estiverem alinhados, você pode encontrar outros que estejam e fazer uma parceria de sucesso por muito tempo.

A avaliação de fornecedores é parte importante do sucesso operacional e comercial de uma construtora, mas ainda é ignorada por muitos compradores e gestores. Não caia nesse erro, mas tire tempo para observar com cautela cada possível parceiro de negócios. Se escolher bem seguindo as dicas acima, você pode encontrar fornecedores confiáveis de longo prazo.

Precisa de materiais de construção para a sua obra e ainda não tem quem forneça? Veja mais 8 regras de ouro para encontrar o fornecedor ideal nesse caso!