Assinatura eletrônica em contratos de obras e seus benefícios

Como você assina os seus contratos de obras hoje? Se a sua resposta envolve a tradicional dupla, papel e caneta, é hora de repensar seus processos. Afinal, a assinatura eletrônica de contratos traz uma série de vantagens com relação ao método antigo de selar os acordos.

Mas o que pouca gente sabe no mercado da construção é:

A lei nunca foi tão aberta para a assinatura eletrônica quanto hoje. Assim, com a criação de novas leis, como a Lei 14.063, de 2020, que amplia o uso da assinatura eletrônica em contratos e pode beneficiar muito o setor imobiliário.

Mas como você pode tirar proveito de algo que ainda não conhece?

Pensando nisso, neste artigo eu vou te mostrar o que é a assinatura eletrônica e quais são os grandes benefícios dela para os contratos de obras no setor imobiliário.

O que é a assinatura eletrônica?

Pode parecer estranho, mas um detalhe que faz toda a diferença para entender o que é a assinatura eletrônica é entender que nem sempre ela é uma assinatura digital. Como assim?

Simples:

A assinatura eletrônica pode ser qualquer mecanismo que serve para identificar o remetente de uma mensagem eletrônica.

Usando uma comparação comum, o endereço de e-mail de alguém é um tipo de assinatura eletrônica, pois confirma o remetente do conteúdo. Da mesma forma, o número de WhatsApp de alguém é outro tipo de assinatura eletrônica, pois revela quem envia as mensagens no aplicativo.

Mas nem o endereço de e-mail nem o número de WhatsApp são, de fato, assinaturas digitais, ou seja, versões digitais de uma assinatura física.

Assim, a assinatura digital é um dos vários tipos de assinatura eletrônica que existem. Aliás, é a forma mais conhecida e usada de assinatura eletrônica.

Já falamos sobre a questão técnica de como a assinatura eletrônica funciona, mas o foco deste artigo é entender o que isso significa para o mercado. E, mais importante, como você pode se beneficiar disso agora e pelos anos à frente.

Como a assinatura eletrônica de contratos pode impactar a construção civil

A construção civil nunca avançou tanto e tão rápido em termos de novos processos, ferramentas, métodos e ferramentas quanto nos últimos anos. E boa parte dessas mudanças tem a ver com automação e realização de tarefas de forma remota.

A própria pandemia do Covid-19 foi um dos fatores que acelerou essa mudança, que já era real. Em questão de meses, muitas empresas do setor descobriram e adotaram soluções que levariam anos para sequer conhecer.

No meio desse oceano de novas soluções, está a assinatura eletrônica. Apesar de ser uma mudança em um processo sutil, ela significa muito em termos de processos. Ou seja, ela facilita muita coisa para empresas e clientes, de forma irreversível.

4 benefícios da assinatura eletrônica de contratos

Quem está atento aos efeitos da transformação digital na indústria da construção e no mercado imobiliário não vê novidade alguma em saber que ela trouxe ótimos resultados. Afinal, o objetivo da tecnologia sempre foi facilitar a vida das pessoas e tornar o trabalho mais rápido, seguro, eficiente e prazeroso.

Mas, falando de forma específica sobre a assinatura eletrônica em contratos de obras, você sabe quais são os benefícios disso para o mercado, e para sua empresa? Se ainda não sabe, isso muda agora.

Veja agora 4 grandes principais benefícios que você pode conquistar com uma simples mudança na forma de assinar seus contratos:

1. Segurança

Poucas questões são tão importantes em um contrato quanto garantir que ele seja válido e proteja a todos, não importa quanto tempo se passou desde o fechamento do acordo. Mas esse é também um dos pontos mais frágeis de um contrato assinado em papel. Como assim?

Em primeiro lugar, papel é algo que estraga com o tempo. Então, você precisa de cópias e mais cópias autenticadas em cartório. Mesmo assim, o arquivo original uma hora vai estragar, e isso pode comprometer a segurança jurídica do contrato.

Além disso, o contrato físico tem menos camadas de segurança em comparação com um documento assinado de forma eletrônica. Ou seja, a assinatura eletrônica torna o processo todo mundo mais confiável para todos os envolvidos.

2. Agilidade

O segundo grande benefício dos contratos que usam a assinatura eletrônica é a agilidade que isso traz a todo o processo de venda e contratação de serviços. Ao passo que uma simples assinatura poderia exigir transportar o contrato em papel por dias, a assinatura eletrônica é feita em poucos instantes.

Agora, pense um pouco:

No cenário moderno, as pessoas preferem fazer cada vez mais tarefas de forma remota e imediata. E isso envolve não precisar estar presente fisicamente para fechar um acordo de compra, venda ou contratação de serviços.

Então, a assinatura eletrônica não é só um recurso para ganhar tempo, mas também uma forma de se adaptar à forma como os clientes se comportam, e isso influencia nas vendas.

Além disso, você pode ver a agilidade dos contratos eletrônicos ainda em outra questão: a armazenagem dos contratos. Pois, não basta assinar, você ainda precisa guardar os contratos e mantê-los organizados para acessar a qualquer momento.

Com os contratos em papel, isso fica muito mais difícil. Mas, se você usar arquivos eletrônicos, pode acessar todos os contratos em poucos cliques, sem precisar de um arquivo físico que ocupa espaço,  pega poeira e traça com o tempo.

3. Redução de custos

Se você colocar por escrito os custos do modelo tradicional de agir, como citei acima, vai ver que ele também é muito custoso, seja em tempo ou dinheiro. Por exemplo, na questão de assinatura, o tempo de viagem do contrato pode ser suficiente para perder uma venda.

assinatura eletrônica ajuda a cortar custos

Além disso, com o passar do tempo, o arquivo físico e as constantes cópias e autenticações em cartório também custam mais caro do que manter um acervo digital. Sabe o que isso significa?

Que usar a assinatura eletrônica para os seus contratos de obra vai economizar recursos importantes, tanto em tempo quanto em dinheiro, e permitir que você os use melhor.

4. Sustentabilidade

Por último, mas de forma alguma menos importante, está o olhar para o futuro da construção e da sociedade: a sustentabilidade. Não dá para negar que o uso maciço de papel em contratos de todos os tipos não é uma prática sustentável.

Por outro lado, a assinatura eletrônica preserva todo esse papel sem poluir ou criar outros efeitos que fazem mal ao meio ambiente. Aliás, esse é um dos grandes papéis da tecnologia moderna, trazer soluções eficientes e sustentáveis ao mesmo tempo.

Assim, por usar apenas contratos eletrônicos, além de todas as vantagens econômicas, você ainda terá uma participação ativa em proteger o meio ambiente. E você ainda pode usar isso como diferencial competitivo, para atrair os clientes que prezam pela sustentabilidade.

Assim, fica muito claro que a assinatura eletrônica representa, por diferentes motivos, tanto o presente quanto o futuro dos acordos no mercado imobiliário. Afinal, a tecnologia já superou em muito o que o papel e a caneta podem fazer em termos de segurança, agilidade, redução de custos e agilidade.

Mas você sabia que pode integrar a assinatura eletrônica de contratos com a gestão das suas obras e da sua empresa? Veja como isso é possível com o Sienge Plataforma!

Compartilhe