Posts Tagged / pequenas empresas

Levando conhecimento para a Indústria da Construção




pequenas empresas de construção comunicação
Pequenas empresas de construção precisam de comunicação integrada
Postado dia 30 de junho de 2016 | Nenhum Comentário
Categorias: Construção, Gestão, Indústria da Construção, Tendências

Veja como estruturar uma comunicação eficiente na pequena empresa de construção e que ganhos isso traz para a sua empresa:

Você já parou para pensar no quanto ter uma comunicação eficiente é importante? Se não, basta lembrar das brincadeiras de telefone sem fio, das quais você já deve ter participado algum dia: a frase saía de um jeito e, ao chegar do outro lado, na grande maioria das vezes, havia se transformado em algo completamente diferente e sem sentido. E quanto mais pessoas estivessem participando, mais distorcido ainda ficava o resultado. Pois é, brincadeiras à parte, já pensou na bagunça que uma comunicação assim poderia gerar nas pequenas empresas de construção?

É claro que dentro da sua empresa de serviços em construção civil ninguém sai cochichando informações de obra e do próprio negócio no ouvido dos outros. A diferença é que na realidade empresarial – em especial do segmento de construção civil – as falhas de comunicação não são brincadeira e ruídos de comunicação e informações desencontradas são capazes de gerar resultados que podem comprometer o desempenho e até mesmo ir contra as metas e os objetivos estratégicos da pequena e média construtora (PME).

As informações das empresas de serviços de construção civil

Na área de construção civil é comum as construtoras terceirizarem serviços e realizarem contratos por empreitada, principalmente no caso das pequenas empresas de construção (a exemplo das que estão enquadradas no Simples Nacional), as quais não possuem condições – e nem interesse – em manter uma equipe própria para executar cada serviço que oferecem. A variedade de etapas e processos que fazem parte de uma obra é outro motivo pelo qual empresas de serviços de construção civil têm optado por terceirizar mão de obra: não faz sentido uma construtora PME ter como parte do seu quadro de funcionários uma equipe de gesseiros, por exemplo, se a atuação desses profissionais se dá mais para o final das obras, nas fases de acabamento.

Pois bem, é em meio a esse cenário de informações e relacionamentos múltiplos que a existência de uma comunicação eficiente e integrada se torna ainda mais imprescindível. Para se ter uma ideia dessa dimensão, veja quais são os principais dados que pequenas empresas de construção podem gerar:

  • Nas áreas administrativas

    Não importa o tamanho da sua empresa de serviços de construção civil, para que ela funcione de maneira adequada e rentável é necessário possuir as áreas financeira e de compras, por exemplo, muito bem estruturadas e definidas. É assim que o setor de finanças é capaz de ajudar na gestão financeira da construtora, fazendo sempre o controle eficiente da entrada e saída dos recursos e das contas a pagar e receber e levantando dados para a elaboração de orçamentos assertivos. Compras, por sua vez, detém informações importantes a respeito de fornecedores: preços, prazos de entrega, formas de pagamento e tudo mais que é necessário saber para se fazer uma negociação extremamente vantajosa;

  • Nos escritórios de projetos

    Supondo que você seja proprietário de uma pequena construtora e recorra sempre aos serviços de escritórios especializados para a elaboração dos projetos arquitetônicos e estruturais dos empreendimentos que irá executar. Estes fornecedores irão gerar documentos orientativos e indicar o resultado no qual as obras deverão chegar, e os projetos, para serem elaborados conforme o desejado, dependem de dados internos da construtora, e depois também precisam ser compartilhados e ficar acessíveis a todo o time envolvido na construção. Nessas horas, é impossível não pensar em Building Information Modeling (BIM)conceito de elaboração de projetos baseado na colaboração e integração de todas as informações disponíveis sobre um empreendimento em construção;

  • Nos canteiros de obras

    é neles que tudo que foi planejado começa a tomar forma e é a partir dos dados produzidos e constatados nessa prática que documentos de planejamento como orçamento e e cronograma de obra e físico-financeiro passam a mostrar seu real valor para o acompanhamento e gerenciamento das obras. A falta iminente de algum tipo de matéria-prima, por exemplo, é uma informação que precisa chegar na área de suprimentos da empresa de serviços em construção o quanto antes possível, de modo que o time não precise atrasar o serviço e Compras não precise desembolsar a mais por aquisições emergenciais.

banner sobre o quiz insumos da construção civil

Por que pequenas empresas de construção não podem abrir mão da comunicação integrada

Pode acontecer de, em função de sua construtora ser pequena e a complexidade dos processos envolvidos nela ser menor em comparação a empresas de maior porte, você achar que não precisa se preocupar tanto em estabelecer na sua empresa um fluxo de comunicação altamente eficaz.

Acontece que, nas pequenas empresas de construção, cada obra ou serviço realizados são sempre resultado de um trabalho em equipe, o que torna ainda mais indispensável a ação de planejar meios e desenvolver mecanismos eficientes para garantir a comunicação integrada e eficiente entre todas as partes envolvidas no projeto. Isso torna o trabalho em conjunto mais produtivo em relação às informações predeterminadas (presentes em planejamentos) ou mudanças que venham a ocorrer durante todas as etapas da construção ou do serviço prestado (melhorias de projetos, por exemplo).

Entre os resultados de existir uma boa comunicação nos processos das pequenas empresas de construção, sejam eles internos ou externos a elas, está o alinhamento de todos os envolvidos com os objetivos do projeto, levando a uma maior assertividade nos procedimentos e decisõesSomado a isso, equipes do canteiro de obras ficam sempre a par, em tempo hábil, das mudanças realizadas no projeto e, de sua parte, podem repassar informações do cotidiano da obra para as áreas administrativas da construtora PME, como de consumo de materiais, por exemplo, para que a empresa esteja sempre informada de seus níveis de estoque.

Uma alternativa bastante interessante para se promover essa integração de informações é o uso de uma boa solução tecnológica especializada no segmento, capaz de armazenar, consolidar, disponibilizar, acompanhar e proporcionar o uso desses dados de forma estratégica pela empresa de serviços de construção civil saiba mais!

Por meio de um ERP especializado em construção civil é possível manter informações de esferas internas e externas da construtora sempre integradas e disponíveis a todos que forem atuar nos serviços. Permitindo, dessa forma, que trabalhem com base em dados corretos e atualizados e evitando ruídos que podem comprometer seu desempenho.

Supondo, por exemplo, que você tenha aderido a um sistema que permita a utilização do conceito de BIM: o escritório formata plantas e projetos estruturais e os compartilha com áreas administrativas da construtora, as quais vão acrescentando informações como quantidades de materiais, custos e prazos, além das devidas alterações. Em seguida, os projetos são compartilhados com a equipe do canteiro de obras, que vai atualizando no software à medida que a obra vai evoluindo e ficando a par de eventuais modificações em tempo real. Outra forma de manter um bom e integrado fluxo de comunicação é realizando treinamentos com as equipes que forem atuar em cada obra, para alinhar todos ao método de trabalho da empresa e conscientizá-los da importância de segui-lo.

De forma geral, essa comunicação integrada e eficiente é importante para se promover o cumprimento das necessidades de um projeto no tempo e especificações adequados: a comunicação permite que cada parte entenda seu papel e planeje-se para cumpri-lo, além de acelerar a tomada de decisões mais assertivas. Sem uma estratégia nesse sentido, não raro os dados chegarão incompletos ou atrasados, comprometendo o bom andamento dos projetos e até mesmo a permanência das pequenas empresas de construção no mercado.

A série com dicas valiosas para você manter sua pequena empresa de serviços de construção civil sempre em alta no setor não acaba por aqui. Continue acompanhando o blog do Sienge para obter mais informações sobre o assunto a qualquer momento!

banner sobre o quiz desperdicio
gestão de compras
Gestão de compras eficiente nas pequenas empresas de construção civil
Postado dia 24 de junho de 2016 | Nenhum Comentário
Categorias: Construção, Gestão, Indústria da Construção

Veja um passo a passo para ajudar pequenas empresas de construção civil a ter uma gestão de compras mais eficiente:

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em maio de 2016 os custos da construção civil acumularam alta de 6,68% no período de um ano em comparação aos 12 meses anteriores. Com isso, o custo nacional da construção por metro quadrado passou de R$ 989,37 para R$ 997,60, dos quais R$ 527,68 dizem respeito aos materiais (aumento de 0,17%). De janeiro a maio, os materiais acumularam alta de 25%, e no período de um ano, de 4,5%.

Fazendo uma conta rápida e genérica, pode-se concluir, então, que os materiais de construção são responsáveis por mais da metade dos custos de uma obra – 53% deles, para ser mais específico. O que isso quer dizer? Que as pequenas empresas de construção civil não podem ficar se dando ao luxo, ainda mais em tempos de crise, de desperdiçar recursos e investir sem controlar os gastos. Existem coisas das quais infelizmente não há como fugir, como é o caso da alta dos preços de insumos. Sendo assim, para compensar, você precisa começar a adotar práticas que proporcionam economia e otimização do uso dos recursos da sua empresa de serviços em construção civil.

Reduzir custos e cumprir prazos de entrega são práticas bastante comuns por parte de empresas que já conhecem as táticas para se manterem firmes, fortes e sempre competitivas no mercado. No caso das pequenas empresas de construção, como as que estão enquadradas no regime Simples Nacional, essa estratégia pode ser aplicada por meio do processo de compras.

Gestão de compras eficiente na empresa de serviços de construção civil

Seja para executar obras inteiras ou apenas etapas, como o processo de compras de materiais é feito, hoje, na sua pequena construtora? Compras emergenciais e custos com insumos bem maiores do que o previsto são itens que têm feito parte do dia a dia da sua empresa de serviços em construção civil? Isso é sinal de que algo não está certo na sua gestão de compras. Mas antes de dizer o que pode estar dando errado no seu processo, o Sienge preparou um passo a passo infalível para tornar a gestão de compras mais eficiente. Confira:

banner sobre o quiz insumos da construção civil

Passo 1: faça um levantamento de tudo que será necessário

Imagine que sua construtora vai começar a executar o projeto de uma pequena edificação com seis salas comerciais. Ao chegar nesse estágio pressupõe-se que a empresa de serviços em construção civil já tenha em mãos documentos que irão nortear toda a execução da obra, tais como cronograma de obra e orçamentos. Mas o que é que essas ferramentas têm a ver com o processo de compras?

Aí é que está: tudo! Os valores estimados em orçamentos preveem quais são as quantidades totais (e de quais materiais) que a empresa vai precisar providenciar e o cronograma, quando esses insumos serão utilizados. Duas informações extremamente importantes para fechar compras em maiores volumes e, portanto, mais vantajosas financeiramente, além de serem realizadas no tempo adequado.

Passo 2: verifique o estoque

Agora, imagine-se em uma outra situação: você é dono de um pequeno negócio que presta serviços na área de construção civil e foi contratado por uma grande construtora para fazer a pintura interna de um prédio residencial de 11 andares. Detalhe: toda a matéria-prima a ser utilizada será por sua conta, valor que estará incluso no preço final do serviço.

Especializada no assunto, sua empresa possui uma ótima gestão de estoques e antes de começar a negociar preços e prazos com fornecedores o almoxarifado é o primeiro lugar que você vai checar, onde constata que já possui pelo menos 30% do material que precisará utilizar, e o mais importante: muito bem acondicionado e pronto para o uso. Ou seja, o valor desembolsado junto aos fornecedores será menor e você ainda terá condições de aproveitar insumos de outras obras, evitando desperdícios.

Passo 3: pesquise preços e condições

Ao decidir tirar um empreendimento do papel ou fechar uma prestação de serviços em construção civil, começa a busca pela compra dos materiais que serão necessários para cumprir a empreitada. Nessas horas, a dica é arregaçar as mangas, pegar sua lista de compras e fazer cotações com quantas empresas achar necessário. Pesquise e compare preços, busque descontos e negocie condições de pagamento. Sim, ao final do mês, de um serviço ou de uma obra tudo isso fará diferença e você vai perceber o quanto esse esforço valeu a pena!

Passo 4: estabeleça parcerias com fornecedores

Fazer pesquisas minuciosas no mercado antes de comprar materiais é de extrema importância para as pequenas empresas de construção, conforme você viu acima. Algumas construtoras, no entanto, podem deixar essa etapa de lado porque já estabeleceram parcerias vantajosas com fornecedores, possibilitando centralizar as compras com o menor número possível de fornecedores para obter maiores descontos: fica mais fácil pagar menos quando o volume de compras é maior.

Além disso, o estabelecimento de parcerias nesse sentido permite mais flexibilidade na negociação de preços, prazos e condições de pagamento. Mas aqui, apesar de tudo, cabe uma dica importante: mesmo que sua empresa de serviços em construção civil esteja trabalhando com fornecedores ótimos, fique de olho no mercado mesmo assim. Vai que você encontra outras possibilidades de parceria igualmente (ou até mais) vantajosas? É por isso que em empresas que desejam crescer, os processos jamais podem ser engessados e quem estiver à frente delas deve estar sempre de olho nas ofertas, novidades e oportunidades.

Como implementar a gestão de compras eficiente nas pequenas empresas de construção

A tecnologia pode ser a aliada mais importante na missão de implementar esse passo a passo na sua empresa de serviços em construção civil. Isso porque uma solução tecnológica especializada no segmento, por exemplo, permite desde o armazenamento de preços e condições pesquisados em cada fornecedor, facilitando o processo de comparação e escolha a cada nova empreitada, até a integração do canteiro de obras com as áreas administrativas das pequenas empresas de construção, o que permite a solicitação de novos materiais com antecedência e impulsionando uma gestão de compras de fato eficiente.

Este post faz parte da série que ajuda sua pequena construtora a se manter firme, forte e competitiva para garantir a sustentação dos seus negócios no mercado.

Não perca os próximos que estão por vir e saiba como melhorar a gestão de forma completa e por diversos aspectos!

banner sobre o quiz desperdicio
banner da planilha de orçamento de obra
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa