Posts Tagged / mercado da construção civil

Levando conhecimento para a Indústria da Construção




emprego na construção civil
Emprego na construção civil: dicas para recrutar funcionários
Postado dia 7 de junho de 2016 | Nenhum Comentário
Categorias: Construção, Gestão, Indústria da Construção, Tendências

Sabemos que o mercado de emprego na construção civil não está fácil, por isso preparamos dicas para empresas enfrentarem essa situação e recrutarem o melhor pessoal! 

O mercado de trabalho da construção está desaquecido, o setor da construção encolheu 8% em 2015 e segue em crise em 2016.  O emprego na construção civil também tem sofrido. Conforme levantamento realizado pelo Sindicato Nacional da Indústria da Construção (Sinicon) – com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) – o setor respondeu por metade dos desligamentos registrados no país no ano de 2015. Por isso é bem provável que sua empresa tenha passado por uma situação de demissão ou realocação de funcionários e equipes.

 Uma outra solução alternativa à contratação é a terceirização, leia aqui as nossas dicas antes de fechar um contrato de empreitada. 

Pensando em auxiliar nesse momento instável, separamos dicas para recrutar funcionários qualificados e evitar que a sua empresa fique com equipes inchadas ou desqualificadas.

5 dicas para sua empresa recrutar bons funcionários:

1- Avalie a melhor forma de recrutamento: interno, externo?

Para gastar menos com a contratação, você pode considerar privilegiar a promoção de um funcionário que já faz parte da sua empresa. Esse processo se chama recrutamento interno, e tem a vantagem da economia, mas a desvantagem de que não renovar o jeito de pensar e trabalhar. Caso não haja ninguém com o perfil que você espera dentro da sua empresa, anuncie a vaga, ou seja, faça o recrutamento externo.

2- Defina o perfil do candidato à vaga

Imagine o candidato ideal para a sua vaga e faça um resumo sobre essa pessoa. Você pode (e deve) incluir membros da equipe em que esta pessoa vai trabalhar neste processo de escolha, afinal, são eles que são especialistas nessa área de atuação. Alguns dados que podem ajudar a montar um perfil quando se trata de emprego na construção civil:

    • Faixa etária
    • Escolaridade
    • Horário de trabalho
    • Conhecimentos específicos na área de atuação
    • Comportamento esperado
    • Portfólio de obras/experiência
    • Disponibilidade para viajar (caso a empresa atue em mais de uma cidade)

 

banner do ebook sobre produtividade na construção

3- Divulgue a vaga

Depois de definir um perfil, é hora de divulgar a vaga. Mas calma, ter apenas o perfil definido ainda não é suficiente para começar a divulgação. É preciso escolher um nome para o cargo (de preferência que seja o mais direto possível e fácil de compreender. Por exemplo: Gestor de Orçamento de Obras), ressaltar as funções que serão realizadas, fazer um resumo do perfil profissional esperado e lembrar de falar um pouco sobre a empresa, sua missão e valores.

  • Seja encontrado!
    Pesquise por grupos de vagas de emprego no Facebook e LinkedIn e divulgue nesses canais. Essas duas redes sociais podem ser grandes aliadas para uma publicidade gratuita. Ainda há outros sites que podem ser interessantes para divulgar uma vaga, alguns inclusive são gratuitos: vagas.com.br, Catho, Infojobs, Sine, Indeed, etc.
  • Mantenha relacionamento com influenciadores da área:
    Tenha contato frequente com professores, universidades, cursos técnicos, gestores, profissionais, fornecedores e outras pessoas que trabalham com a sua empresa ou na sua área. Divulgue a estes contatos que está procurando por um funcionário e descreva o perfil procurado, eles podem ter alguém qualificado para indicar.
  • Ressalte as qualidades e o objetivo da sua empresa – gere engajamento:
    O mais difícil na hora de recrutar bons candidatos é conseguir o engajamento e a identificação do candidato com o projeto ou o objetivo da empresa. Todo funcionário quer sentir que faz parte de algo importante e precisa de uma motivação para desempenhar bem o seu trabalho. É função do recrutador conseguir mostrar bem para o candidato os objetivos, missão, clima e cultura de trabalho da empresa. Não esqueça de falar bastante sobre o que é esperado do candidato à vaga e quais serão as suas responsabilidades. Durante a entrevista, se possível, mostre todas as áreas da sua empresa para o entrevistado e o apresente para algumas pessoas, isso ajuda a criar laços e familiaridade.
  • Ofereça um bom ambiente e condições de trabalho
    Para atrair o interesse de candidatos qualificados é importante oferecer boas condições de trabalho. Ainda mais se esse potencial funcionário for realmente estratégico para a empresa. Por isso, é bom manter um bom ambiente de trabalho ou disponibilizar alguma vantagem que esteja ao seu alcance. Uma dica é oferecer condições que possam ser um diferencial em relação a outras empresas, como por exemplo, um vale refeição maior, plano de saúde, parceria com instituições de ensino, plano de carreira, descontos em estabelecimentos comerciais, horários maiores de folga, condições de trabalho remoto, entre outros.
superbanner do ebook como aumentar a produtividade do time de sua construtora

 4 – Análise de currículos

Defina uma pessoa da equipe na qual o novo funcionário vai trabalhar para participar da análise de currículos junto ao decisor. Tendo um perfil do candidato definido, esse processo será muito mais rápido e eficaz. Não esqueça de dar uma resposta a todos as pessoas que se inscreveram, mesmo aos não selecionados: isso mostra que sua empresa se importa em manter bons relacionamentos e melhora a sua imagem no mercado.

O que as pessoas compartilham na internet mostra muito sobre as suas personalidades! Uma boa dica para conhecer melhor os candidatos antes mesmo de marcar a entrevista é procurar pelos seus perfis nas redes sociais, como Facebook, Linkedin e Instagram.

5 – Entrevista com candidatos

Defina 5 ou 6 perguntas chave para fazer durante a entrevista e quanto tempo cada uma vai levar. Caso não tenha muito tempo disponível para entrevistas ou o volume de candidatos selecionados seja muito grande, considere fazer uma dinâmica de grupo para filtrar os melhores perfis. Existem também alguns testes de personalidade que podem ajudar a perceber o perfil do candidato, como por exemplo a tipologia Myers-Briggs, que está disponível gratuitamente aqui.

Outro item muito importante é focar nas habilidades específicas que a vaga requer, afinal, o melhor profissional geralmente possui experiências profissionais ou um portfólio muito bons. Converse sobre as empresas nas quais o candidato já trabalhou, as obras das quais já participou e peça referências de pessoas dessas  experiências anteriores para confirmar os talentos do seu entrevistado.

Está procurando por emprego? Nesta semana ainda falaremos sobre dicas para quem está procurando emprego na construção civil!

O que achou das nossas dicas?
Curta, compartilhe ou nos deixe um comentário abaixo

banner sobre a palestra crise na construção
custo global da construção como calcular
Como calcular o Custo Global da Construção?
Postado dia 2 de junho de 2016 | Nenhum Comentário
Categorias: Fiscal, Indústria da Construção

Custo global da construção é um valor que pode te ajudar a analisar lucros e definir preços de venda dos seus empreendimentos. Entenda melhor:

O custo da construção civil ficou 0,82% mais caro entre fevereiro e março de 2016, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse aumento foi influenciado principalmente pela valorização da mão de obra e do material de construção. Ao mesmo tempo, os potenciais clientes da construtora têm se mostrado favoráveis em desembolsar mais, mas não é por qualquer imóvel!

Uma pesquisa realizada para Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic) mostrou que o consumidor brasileiro está cada vez mais exigente sobre as inovações na construção e disposto a pagar mais por tecnologias que resultem em maior economia (30,2% dos entrevistados), segurança (16,3%), conforto (4,9%) e sustentabilidade ambiental (4,1%).

Sendo assim, tendo em vista dados de mercado como esses, como seria possível obter um empreendimento com preço de custo atraente ao qual pudesse ser adicionado, ainda, o valor do oferecimento de diferenciais tecnológicos? É aí que entra em cena um debate muito importante da esfera do mercado da construção civil, chamado de custo global da construção.

banner do quadro de indicadores

O que é o custo global da construção e como sua construtora pode calcular

Você já deve ter lido sobre o assunto aqui no blog do Sienge, mas não custa relembrar. Custo global da construção é o valor total mínimo que pode ser atribuído à edificação, o qual é calculado com base no custo unitário básico (CUB) praticado na região onde o imóvel está localizado – no estado de Santa Catarina, por exemplo, o CUB utilizado em maio de 2016 foi de R$ 1.565,77.

A multiplicação do CUB pela área total do empreendimento somada ao valor total que a construtora investiu para sua concretização resulta no custo global da construção.

A partir desse valor é que será obtido o custo unitário ou valor por metro quadrado da edificação, efetuando-se sua divisão pela área total do empreendimento e, com isso, estimando o valor de venda de cada uma de suas unidades. Daí a importância de se ter um custo global da construção atraente, já que impacta no preço final oferecido ao consumidor.

Importante: quando se fala no valor total que a construtora investiu para tirar o projeto do papel é preciso fazer um levantamento bem completo desses custos, do início ao fim da obra, de forma a se chegar a um valor de venda justo e, ao mesmo tempo, rentável. Entre os itens que devem ser considerados nessa conta estão pesquisas de mercado e estudos de viabilidade, custos com terreno, regularizações, elaboração de projetos, mão de obra, insumos e equipamentos. O Sienge preparou um infográfico exclusivo sobre esse tema, faça download aqui!

Regras da construção: a NBR 15.575

Como se não bastasse o aumento dos custos de insumos e mão de obra, as construtoras precisam ficar atentas ainda à Norma de Desempenho NBR 15.575, que institui um nível de desempenho mínimo ao longo de uma vida útil para os elementos principais de toda e qualquer edificação habitacional, como estrutura, vedações, instalações elétricas e hidrossanitárias, pisos, fachada e cobertura. A NBR 15.575 é composta por seis capítulos:

  • Requisitos gerais: conceitos sobre vida útil do projeto e parâmetros de desempenho;
  • Estrutura: critérios de estabilidade e resistência;
  • Sistemas de piso: colocação e características de pisos internos e externos;
  • Vedações verticais: resistência e segurança de paredes e esquadrias;
  • Coberturas: resistência ao fogo;
  • Sistemas hidrossanitários: durabilidade e manutenção de sistemas de água fria e quente, esgoto sanitário e ventilação.

Segundo especialistas do setor, a estimativa é de que a norma esteja gerando acréscimo de 5% a 7% no custo final da obra. Porém, a NBR 15.575 também é responsável por agregar custo-benefício e valor percebido no mercado da construção civil. Isso porque, de forma geral, preza para que a construtora utilize matérias-primas de qualidade que, mesmo tornando o valor de venda das unidades mais elevado, ofereçam mais durabilidade e menos necessidade de manutenção a curto prazo.

banner sobre o quiz insumos da construção civil

Agregando valor no mercado da construção civil

Incluir soluções inovadoras e que permitam maior eficiência no uso de recursos como água e energia elétrica – e, com isso, maior economia aos moradores – é outra estratégia que ajuda a agregar valor ao seu empreendimento e passa a ser um bom argumento de venda no momento de apresentar o imóvel aos potenciais clientes da construtora. Confira abaixo como você pode oferecer unidades que permitam:

  • Economia de água

Separe os sistemas potável e não potável e possibilite a reutilização e economia de água em todo o edifício. Aposte na criação de reservatórios para captação, armazenamento e uso da água da chuva nas descargas de vasos sanitários e para limpeza geral, por exemplo. Por falar nisso, procure utilizar materiais de acabamento como azulejos, tintas e vidros de limpeza fácil para reduzir a quantidade de água utilizada nessa manutenção.

  • Economia de luz

Planeje áreas que possam funcionar com iluminação natural o máximo de tempo possível e, quando a luz artificial for necessária, opte por lâmpadas de baixo consumo. Considere também a instalação de placas coletoras para realizar a captação de energia solar e aproveitá-la no aquecimento da água, por exemplo.

  • Economia de energia elétrica em geral

Um bom e correto isolamento térmico possibilita manter uma temperatura constante no interior da edificação, diminuindo e até evitando o uso de aparelhos elétricos – como ventilador, ar condicionado e aquecedor – para equilibrar a temperatura no verão e inverno. Além do mais, em dias quentes, uma arquitetura que beneficia a ventilação natural diminui a necessidade de uso de equipamentos para refrescar ambientes.

banner sobre o calculo do bdil

Como sua construtora pode obter um preço de custo adequado

Reduzir custos, otimizar o uso de recursos e acompanhar a evolução da obra de perto são formas bastante eficientes de garantir um custo global da construção adequado. E isso é importante porque, como você já sabe, o preço de venda das unidades é formado com base também nos valores investidos pela construtora, aos quais devem ser agregados ainda os diferenciais que a o produto tem a oferecer. Por isso, quanto mais eficiente a construtora puder ser nesse aspecto, melhor. E para isso não é preciso sacrificar a qualidade e inovação dos seus empreendimentos, não. Confira:

  • Utilize ferramentas de gestão de obras

Documentos como projetos, orçamentos e cronogramas ajudam a planejar e gerenciar sua obra do início ao fim e é justamente por isso que são grandes aliados na missão de controlar e reduzir custos. Ao elaborar projetos arquitetônicos e estruturais detalhados e com antecedência é possível levantar tudo que será preciso em termos de materiais, mão de obra e equipamentos e visualizar estratégias para o melhor aproveitamento desses recursos.

Fazendo o mesmo com orçamentos a construtora pode negociar melhores preços em função do volume e da antecedência, e ferramentas como o cronograma físico-financeiro ajudam a acompanhar a relação investido versus realizado durante todo o processo da obra e tomar as devidas providências no caso de desvios.

  • Reaproveite e não desperdice

Entulhos podem ser muito úteis à sua construtora na tarefa de reduzir custos e, mais do que isso, podem até render um dinheirinho extra no caixa. Resíduos de alvenaria, concreto, argamassa, areia e brita, por exemplo, podem ser utilizados como matéria-prima para pavimentações. Se as sobras não forem reaproveitadas de imediato, basta a construtora armazená-las de forma adequada e organizada para não perderem a qualidade até o momento de seu uso.

Outra possibilidade de reutilização é revender as sobras para empresas especializadas no processamento, recuperação e venda desses resíduos de construção civil, com o objetivo de gerar recursos financeiros à construtora.

Fique de olho também para evitar situações que gerem desperdício: a movimentação de insumos com muita antecedência para a obra, como areia, que sofre ação do tempo, por exemplo, é uma situação típica da comunicação ineficiente entre canteiro de obras e área de suprimentos, causando desperdícios.

  • Automatize a gestão da sua construtora

Um projeto de redução de custos pode ser iniciado com sucesso dentro de uma construtora a partir do momento em que ela conseguir ter uma visão do todo de seus gastos e das demais informações que incidem sobre eles. Isso é possível com a adoção de uma solução tecnológica especializada no segmento, o que ajuda a planejar os próximos passos da empresa com foco na gestão de custos, além de integrar dados que permitem maior eficiência aos processos e ajudar a ter as informações do fluxo de caixa sempre atualizadas e em mãos.

Encerrar este post falando sobre tecnologia não foi em vão: depois de conferir dicas valiosas para tornar o custo global da construção de seus empreendimentos justo e lucrativo, aguarde o próximo conteúdo que vai detalhar melhor para sua construtora como o uso de uma solução tecnológica especializada no mercado da construção civil vai ajudar, e muito, nessa missão. Continue acompanhando o blog do Sienge!

banner do ebook sobre desperdicio
banner sobre orçamento empresarial
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa