Posts Tagged / Gestão de Custos

Levando conhecimento para a Indústria da Construção




blog-03-14
GESTÃO DE CUSTOS NA SUA CONSTRUTORA AINDA MELHOR: COMECE AGORA!
Postado dia 14 de março de 2016 | Nenhum Comentário
Categorias: Gestão, Indústria da Construção

Dicas para fazer uma gestão de custos da construtora de forma eficiente com ajuda da sustentabilidade e tecnologia.

O ano de 2015 já se foi e o cenário econômico ainda não está favorável para a construção civil, mas 2016 iniciou prometendo algumas melhoras para o setor, ainda que modestas. Entre as oportunidades estão o lançamento da terceira fase do programa Minha Casa Minha Vida e as grandes obras previstas no novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Diante disso, a pergunta que fica é: sua construtora está preparada para aproveitar essas possibilidades que estão por vir? A quantas anda o nível de eficiência dos seus processos? Se você estiver aberto a projetos de acompanhamento, controle e redução de custos a resposta é “sim”. Afinal, essa prática ajuda, entre muitas outras coisas, a identificar oportunidades de realocação de recursos para projetos de maior rentabilidade à empresa, principalmente em um cenário complexo como este, em que o empreendedor deve estar preparado para investir e não deixar as oportunidades irem embora.

A redução de custos na construtora representa muito mais do que ações isoladas de economia de recursos: é uma estratégia extremamente importante para ajudá-la a reconquistar seu espaço no mercado e se manter competitiva. Este post apresenta três dicas relacionadas a sustentabilidade e tecnologia para impulsionar sua construtora a iniciar esse projeto com sucesso. Vamos a elas:

#1 Aposte na sustentabilidade

Uma pesquisa realizada pelo Secovi/SP (Sindicato de Habitação) mostrou que obras que apostam em soluções sustentáveis costumam ter um acréscimo de 1,6% a 8,6% no seu valor final. Por outro lado, os resultados da prática de investir em sistemas que permitam o uso mais eficiente de recursos como água, energia e insumos não têm preço, e são compensados com a redução de custos tanto na fase de construção quanto depois da entrega do empreendimento, valorizando o imóvel e diminuindo gastos que os moradores terão no futuro. A sustentabilidade já é utilizada como argumento de venda pela sua construtora?

banner sobre o quiz insumos da construção civil

#2 Conte com a tecnologia e a inovação

O mau hábito de deixar as coisas sempre como estão não faz parte do script das empresas que querem se desenvolver e ocupar uma posição de destaque no mercado. Para ser reconhecida como uma construtora que inova e está sempre buscando formas diferentes e mais eficientes de realizar seus processos é importante estar sempre atualizada nas novidades do mercado. Feiras de negócios e o acompanhamento de projetos de universidades e publicações específicas do setor estão entre as práticas nas quais você já pode começar a investir.

#3 Automatize a gestão da construtora

Um projeto de redução de custos pode ser iniciado com sucesso dentro de uma construtora a partir do momento em que ela conseguir ter uma visão do todo de seus gastos e das demais informações que incidem sobre eles. Isso é possível com a adoção de uma solução tecnológica especializada no segmento, o que ajuda a planejar os próximos passos da empresa com foco na gestão de custos da construtora, além de integrar informações que permitem maior eficiência aos processos e ajudar a ter as informações do fluxo de caixa sempre atualizadas e em mãos. Se sua empresa ainda não automatizou os processos, a hora é agora!

Lembre-se que cada construtora possui sua própria realidade e essas dicas podem servir de ponto de partida para você encontrar ainda mais oportunidades de redução de custos camufladas no dia a dia de seus processos. Por isso, não deixe de revisitar suas práticas para ficar a cada dia mais perto da excelência operacional.

banner sobre o quiz insumos da construção civil

Gestão de Custos
Gestão de Custos – A construção civil em outro nível
Postado dia 7 de julho de 2015 | Nenhum Comentário
Categorias: Construção, Gestão, Software

Cada custo deve ser apropriado de forma correta, na obra em que estava trabalhando quando o custo foi gerado e a Gestão de Custos vai te ajudar muito!

Então, que tal agora conhecer as principais características a serem analisadas no momento da escolha da solução ideal para ajudar você a fazer a Gestão de Custos com precisão? Vamos a elas:

#1 Consolidar os custos envolvidos na rotina de manutenção preventiva.

Gerenciar detalhadamente todo o custo necessário para a operação de cada máquina, permite a apropriação conforme o período da manutenção e a obra em que estava trabalhando na época. A rotina de manutenção das máquinas e equipamentos envolve troca de peças, óleo, graxa, pneus entre outros, que ocorrem durante toda a vida útil deste componente.

#2 Gerenciar a alocação das máquinas e equipamentos.

Permitir que o custo de um equipamento seja diluído para composição do custo de cada serviço de forma individualizada. Desta forma, o custo é apropriado diretamente na obra em que o equipamento estiver de fato trabalhando.

Custo de aquisição, vida útil, valor residual, depreciação são todos envolvidos no cálculo do custo hora desta máquina e sua apropriação é direta nas obras em que trabalham.

banner sobre o quiz insumos da construção civil

#3 Fornecer opções de registro e análise em diferentes níveis de detalhamento.

Sua construtora pode optar por níveis diferentes de detalhamento quando faz a estruturação da análise financeira de seus empreendimentos. Logo, a apropriação dos custos de sua obra, pode ser realizada também em diferentes níveis, como por exemplo, por obra, célula construtiva, etapa, ou serviço, de acordo com sua estratégia. Uma boa solução de gestão de obras deve oferecer a visibilidade destes custos nestes níveis, de forma prática, integrada e confiável.

#4 Dar visibilidade da tendência dos custos da obra.

Acompanhar e analisar os insumos orçados em comparação com os apropriados e o que está sendo realizado, dá a sua empresa a oportunidade de ajustar os custos de suas obras na hora certa. Consolidar andamento físico e financeiro pode apontar uma tendência de desvio dos custos da obra, quando o andamento está desencontrado. Esta é um recurso essencial em uma solução de gestão de obras.

#5 Apresentar diferenças entre apropriações e orçamento.

Uma solução completa, integra o orçamento da obra com o controle financeiro da sua empresa. Desta forma, identifica facilmente diferenças de apropriação financeiras na obra, que não foram orçados. Esta informação é base para análises gerenciais dos orçamentos de obra e serve como lição aprendida para melhorar orçamentos de novos empreendimentos.

#6 Armazenar e fornecer comparativos de histórico de custos.

A apropriação de Gestão de Custos em suas obras, por meio de um software para construção civil, dá a sua empresa a possibilidade de construir um grande histórico de informações relativas a composição de custos. Com ele, sua empresa passa a contar com orçamentos cada vez mais precisos, pois tem como base o custo já realizado por cada máquina em obras similares.

Com estas dicas você encontrará uma solução tecnológica que vai atender as necessidades de sua construtora, permitir a apropriação exata dos custos nas suas respectivas obras, e trazer a visão real da rentabilidade de seus empreendimentos.

Fale conosco, faça sua Gestão de Custos corretamente e tenha o resultado final de sua com precisão!

banner sobre o quiz insumos da construção civil

Locação de Equipamentos: saiba o custo real de sua obra
Locação de Equipamentos: você sabe o custo real de sua obra?
Postado dia 13 de maio de 2015 | Nenhum Comentário
Categorias: Construção, Funcionalidades Sienge, Indústria da Construção, Novidade Sienge

O Sienge quer fazer da locação de equipamentos assunto fácil de lidar. Confira nesse post exclusivo.

Um bom orçamento garante grande parte do sucesso de sua obra <leia mais no post Porque é importante investir mais tempo na elaboração do orçamento de obras>. Elaborar um orçamento conciso é essencial para o entendimento do custo real da obra. Para isso é necessário ter conhecimento de todos as variáveis que compõem os custos de obra, sendo eles diretos ou indiretos.

Na indústria da construção boa parte dos custos de uma obra são indiretos, ou seja, os custos que o orçamentista não consegue atribuir diretamente a um serviço. Como por exemplo, despesa com energia, salário do engenheiro, e locação de equipamentos internos usados na obra.

No caso de uma grua, o orçamentista conseguirá diluir o custo da grua na composição de cada serviço individualmente – transformando-o em custo direto, somente se ele tiver noção bem clara de quanto tempo esse equipamento será utilizado em cada obra.

O mais importante em relação a locação de equipamentos é saber o custo final da obra com precisão. E coletando informações da indústria da construção descobrimos que várias empresas não fazem distribuição destes custos e por isso acabam se enganando em relação ao custo real da obra.

“Estima-se que cerca de ⅓ do custo da obra está relacionado a custos com equipamentos e máquinas.”

banner sobre o quiz insumos da construção civil

Então imagine uma empresa que não aloca o custo de utilização de equipamentos próprios nas suas obras, ou mesmo a manutenção e compra de novos equipamentos. Essa conta acaba sendo paga pela empresa e não pelos empreendimento que realmente os utilizaram.  Portanto, a não alocação desses custos gera uma percepção errada sobre o real valor do custo de obra, o que faz com que a empresa acredite que uma determinada obra foi lucrativa, quando na verdade ela não foi.

Ter esse processo organizado traz os seguintes benefícios para sua empresa:

  • Evita obra parada por falta de equipamento
  • Visão de médio e longo prazo em relação a utilização do equipamento
  • Reduz custos com equipamentos parados
  • Mais precisão na definição do custo REAL da obra
  • Aumenta a produtividade no canteiro de obras

Pensando em tudo isso desenvolvemos o sistema de Locação de Equipamentos. Com ele você controlará a alocação interna de custos com máquinas e equipamentos, a localização dos equipamentos e planejará a utilização dos equipamentos.

banner sobre o quiz desperdicio

Se você quiser conhecer o sistema deixe uma mensagem abaixo.

Conte sempre com a equipe Sienge.

Gestão de Custos e Atendimento Durante a Garantia.
Gestão de Custos – Garantindo o bom atendimento na garantia
Postado dia 21 de novembro de 2014 | Nenhum Comentário
Categorias: Funcionalidades Sienge, Indústria da Construção, Software

Fazendo a Gestão de custos em tempos de garantia.

Para manter o nível de excelência nos imóveis, é essencial que a empresa tenha um processo bem estruturado de atendimento e reparos nos itens em garantia. Você certamente quer levar sua incorporadora a um nível de excelência e qualidade em atendimento, certo? Então, vamos ver como estruturar o processo de gestão de custos para que seja um diferencial competitivo no seu mercado?

#1 Fazer a gestão de todas as solicitações dos clientes
O primeiro passo é um bom canal de contato para o cliente registrar as solicitações. E definir a melhor forma para a sua incorporadora armazenar e gerenciar estas solicitações. É importante constar na solicitação de reparo dados e contato do cliente, qual é a unidade e empreendimento, e o que está apresentando problemas. Verificado que o item ainda está no prazo de garantia o responsável técnico faz a visita ao cliente e efetua o diagnóstico do problema.

O diagnóstico do problema pelo técnico é essencial, pois permite saber o material necessário e possibilita que a área de compras faça os orçamentos e a compra planejada. A partir daí é possível também alocar a mão de obra necessária e distribuir as ordens de serviço entre a equipe de assistência técnica.

Durante todo o atendimento é ideal que o cliente seja informado do que está sendo feito e dos prazos para solucionar o problema. Ao finalizar o atendimento, checar a satisfação do cliente.

Neste processo, um bom software de gestão especializado em incorporadoras agiliza e automatiza o fluxo. Bons sistemas possuem recursos como o portal de clientes que permite registrar e acompanhar as solicitações, e ainda aplicar questionários criados pela sua empresa para checar a satisfação do cliente. Como as informações dos clientes e imóveis já estão disponíveis, facilita a validação dos prazos de garantia e a integração com outros módulos, como compras.

banner sobre o quiz insumos da construção civil

#2 Atender exigências de normas como ISO 9000 e PBQPH
É prática comum nas incorporadoras atender as especificações de qualidade e inspeção de acordo com os padrões da ISO 9000 e PBQPH. Para que os itens de garantia atendam estas exigências, é aconselhável criar uma tabela de itens de garantia contendo os prazos e os tipos de garantia referentes a hidráulica, metais, cerâmicas, alvenaria. Este controle garante que todas as solicitações recebam o tratamento adequado, pois acaba com a dificuldade de interpretação das normas.

Neste momento a tecnologia pode ser sua aliada. Um bom software de gestão de custos possui recursos de assistência técnica, para facilitar a criação destas tabelas de garantia por empreendimento e automatizar a verificação na abertura da solicitação.

#3 Gerenciar os custos das manutenções em garantia
Com o tipo de problema, o material utilizado no conserto, a mão-de-obra alocada e o tempo gasto, é possível saber exatamente quanto foi gasto para cada solicitação, unidade, ou empreendimento. Sua incorporadora se beneficia identificando reincidências de problemas, e efetuando a troca do prestador de serviço ou do fornecedor do material. Este histórico é muito importante, pois permite fazer um orçamento mais preciso de novos projetos. Os custos de assistência técnica em garantia geralmente são representativos, e podem ocasionar prejuízo ou margem de lucros menor que o esperado. Gestão de custos perfeita!

Conte novamente com a tecnologia para suportar este processo. Existem hoje sistemas de gestão de custos que atendem o processo de assistência técnica, oferecendo recursos gráficos e relatórios com estas informações, que facilitam e muito esta análise.

Um processo de atendimento e assistência técnica bem estruturado permite uma gestão de custos durante a garantia e melhoram a qualidade de obras futuras. Ganha o cliente e ganha a incorporadora!

banner sobre o quiz insumos da construção civil

Quer conhecer mais sobre o processo de gestão de custos ? Entre em contato conosco e nós teremos prazer em atendê-lo.

Fluxo de Caixa: A Fantástica Ferramenta de Apoio a Decisão
Fluxo de Caixa – Tomada de decisão com mais assertividade
Postado dia 2 de outubro de 2014 | Nenhum Comentário
Categorias: Fiscal, Funcionalidades Sienge, Gestão, Indústria da Construção, Software, Tendências

Você já sabe que precisa de um excelente sistema gestão para fazer a gestão de caixa na sua construtora ou incorporadora, conforme falamos no post  “Como fazer a gestão do fluxo de caixa da sua incorporadora ou construtora” aqui no blog. Agora, para escolher uma boa solução de apoio a tomada de decisão, o que este software precisa ter para garantir um fluxo de caixa confiável e facilitar a análise das informações? Como fazer do fluxo de caixa uma ferramenta de apoio a decisão? Vamos ajudá-lo a responder estas dúvidas, listando 5 funcionalidades essenciais que um sistema deve ter para fazer uma boa gestão de fluxo de caixa na sua construtora ou incorporadora.

#1 Integração em tempo real das ações que impactam o fluxo de caixa

Um bom sistema de gestão de obras deve fazer a integração com o fluxo de caixa e atualizar os valores a realizar e realizados em tempo real. Veja como fica o processo de integração das informações das obras:

  • O pedido de compras atualiza as previsões de pagamento de acordo com as condições de pagamento do pedido.
  • O recebimento de um produto ou material é registrado no sistema através da nota fiscal, e gera um ajuste no valor a realizar.
  • Os valores dos contratos de prestação de serviço atualizam os valores como previstos.
  • O pagamento de um serviço ou produto alimenta o valor realizado.
  • O contrato de vendas reflete nos valores a realizar, de acordo com as condições estabelecidas com o cliente.
  • Quando o cliente efetua os pagamentos dos títulos os valores passam a compor o valor realizado.
  • Caso sejam efetuados financiamentos para realização da obra, os valores das parcelas também atualizam os valores a realizar (parcelas em aberto) e realizados (parcelas pagas).

Assim o gerente financeiro tem certeza que as informações estão atualizadas e refletem a situação real da obra, da empresa ou grupo de empresas.

#2 Rastreabilidade dos Dados

Com o sistema integrado é possível emitir um relatório com a visão detalhada dos títulos e contratos e verificar rapidamente a origem do lançamento. Chega de perder tempo com a incerteza da informação!

#3 Facilidade na escolha, apresentação e  detalhamento do fluxo de caixa

Com um software de gestão integrado, você tem a possibilidade de extrair informações detalhadas ou resumidas. Você pode escolher como quer visualizar os relatórios de fluxo: de uma obra, de uma empresa ou do grupo de empresas, ou ainda para um plano de contas financeiro criado de acordo com a sua necessidade.

Em todos os relatórios você pode escolher se deseja apresentar os valores realizados  ou os valores a realizar. Outra opção que um bom fluxo de caixa para construtoras deve ter é a visão dos valores comprometidos, que é a soma dos valores a realizar e realizados.

Poder escolher a periodicidade do fluxo de caixa é outro recurso fundamental: mensal, quinzenal, semanal, diário são opções que devem estar a seu dispor. Uma outra flexibilidade importante é a possibilidade de desconsiderar as previsões dos clientes inadimplentes, pois estas informações acabam  distorcendo a análise financeira.

Agora pare e imagine a quantidade de planilhas que você teria que criar para conseguir esta mesma visão de fluxo? Com o sistema integrado, você ganha muito tempo, não é mesmo?

#4 Utilização do fluxo de caixa para diferentes análises

Ao implementar um software de gestão especializado de construtoras e incorporadoras, você pode avaliar o impacto de cada obra no caixa da empresa, comparando o fluxo de caixa comprometido com o cronograma de desembolso da obra.

As sobras de caixa podem ser identificadas pela comparação do fluxo de caixa realizado com o relatório de planejamento da engenharia. E esta sobra ser rapidamente alocada em outras obras. Você tem à sua mão também uma visão a médio e longo prazo do seu negócio e pode antever o quanto precisa ter disponível pra sustentá-lo.

#5 Acesso móvel

Um bom sistema de gestão especializado em obras deve possibilitar o acesso móvel no canteiro de obras. Assim as medições, apontamentos de horas, consumo de material são informadas diretamente no sistema através de um tablet ou smartphone. Com a eliminação do uso de papel, você terá informações refletidas no fluxo de caixa com maior rapidez, precisão e segurança.

Com todos estes recursos em um sistema de gestão especializado em obras você terá  a sua construtora ou incorporadora na mão. Sua gestão de caixa será mais eficiente e suas ações serão mais certas. Você terá no fluxo de caixa uma verdadeira ferramenta de apoio, que dará todas as condições para apoiar a direção com precisão.

Se você quiser saber como o Sienge pode te ajudar, entre em contato conosco preenchendo os dados abaixo e nós teremos prazer em atendê-lo.

banner sienge
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa