banner sienge

REDUÇÃO DE CUSTOS UTILIZANDO UM ERP NA SUA CONSTRUTORA

Blog > gestao, industria-da-construcao, tendencias
26 de novembro de 2015

Apesar de a construção civil não estar em seu melhor momento econômico, 8 em cada 10 indústrias do segmento pretendem investir em novas tecnologias até 2020. É o que diz a pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) com 457 empresas do ramo. Entre os motivos, 49% das companhias destacaram a forte redução nos custos de produção proporcionados por equipamentos, máquinas, materiais e processos modernizados.

Isso mostra que as construtoras já perceberam os ganhos em eficiência que podem ter com o uso de softwares de gestão empresarial ou ERPs (Enterprise Resource Planning) especializados no segmento de construção civil.

Se você já acessou nosso último post com dicas de redução de custos focadas em empresas de construção, percebeu que a grande maioria delas estão ligadas, de alguma forma, à tecnologia e à integração de áreas que ela proporciona.

Isso acontece porque, para dar início a um projeto de redução de custos da construção, é preciso primeiro ter uma visão geral de tudo que está acontecendo na empresa, e isso é trabalho para um ERP!

Eles fazem a gestão simultânea de múltiplas obras, possibilitando visualizar números consolidados ou relativos a cada projeto e facilitando a identificação de oportunidades de melhorias no aproveitamento de recursos em cada caso. Esse levantamento é possível porque a ferramenta organiza e padroniza processos e cria o ambiente ideal para que todas as equipes tenham facilidade de disponibilizar informações precisas e atualizadas no sistema.

Para se ter uma ideia de como funciona na prática, por meio do histórico do sistema e da combinação de dados é possível saber, por exemplo, quais os materiais necessários para a execução de uma nova obra, permitindo fazer a compra com mais antecedência e negociando preços melhores, além de descobrir os itens que a construtora já possui em estoque, evitando desperdícios e compras desnecessárias. O uso do software também ajuda a identificar a necessidade de reduzir custos com telefonia, por exemplo, e isso poderá ser resolvido com o uso de tecnologias como VoIP e Skype para a realização de ligações.

A integração e troca de informações entre áreas garante mais eficiência no uso dos recursos e mantém os trabalhadores informados sobre a situação da empresa como um todo e dos processos, facilitando o engajamento em encontrar soluções para otimizar o uso de recursos e reduzir gastos. Essa tecnologia também permite cruzar informações para fazer replanejamentos e simular cenários futuros com base em dados reais.

banner sobre o quiz insumos da construção civil

Quem trabalha no setor de construção sabe que orçamentos são os instrumentos responsáveis por guiar a execução de todo projeto e gerenciar os custos da obra. De olho nisso, os softwares são preparados para registrar todas as informações referentes a esses planejamentos financeiros, que poderão ser resgatadas com facilidade sempre que necessário e ainda conectadas às informações das obras fornecidas por outras áreas. Isso permite acompanhar o planejamento físico-financeiro dos projetos, ou seja, verificar se a situação atual da construção condiz com o valor já investido, permitindo controlar melhor os gastos com o empreendimento.

A mobilidade também é uma das grandes facilidades proporcionadas pela tecnologia. Por meio de dispositivos móveis como tablets e smartphones é possível acessar dados armazenados no ERP e lançar atividades efetuadas no canteiro de obras a qualquer hora e de qualquer lugar. Além da praticidade, isso garante também maior assertividade nos dados informados, já que são coletados no canteiro de obras e inseridos diretamente no sistema, evitando o preenchimento manual de planilhas. Assim como a mobilidade, a gestão automatizada de contratos também é apontada como uma vantagem do uso da tecnologia no segmento.

A construção civil, pela própria característica de sua atividade, precisa lidar com muitas variáveis diferentes e complexas a cada novo projeto, como equipes de trabalho, equipamentos locados, orçamentos e estoques, por exemplo, que precisam ser bem gerenciados para trazerem ganhos em competitividade para a empresa.
Nesse sentido, os ganhos de gestão proporcionados pela tecnologia acabam gerando, em consequência, mais produtividade e eficiência na administração dos recursos da construtora, ajudando-a a economizar verbas que podem ser direcionadas a atividades que gerem ainda mais lucro ao negócio e tornando a empresa mais preparada para lidar com os atuais desafios do mercado.

superbanner do ebook como aumentar a produtividade do time de sua construtora

Brenda Bressan Thomé

  • Editora do blog Sienge
  • Especialista em comunicação em mídias digitais
  • Jornalista formada pela UFSC
  • Filha de Engenheiro Civil e apaixonada por Construção

Leave a comment

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa