banner sienge

O papel da tecnologia na carreira do profissional de BIM

Blog > bim, funcionalidades-sienge, industria-da-construcao, sienge, software, tendencias
8 de abril de 2016

A utilização do BIMModelagem da Informação da Construção – vem estimulando uma profunda reorganização no setor da construção civil. A palavra-chave para se entender o que significa BIM é interoperabilidade, o que quer dizer que o conceito defende a capacidade de integrar uma série de dados produzidos por profissionais de diferentes áreas e que usam ferramentas tecnológicas diversas, as quais são integradas com ajuda do profissional de BIM ou gerente de BIM.

Para se entender o BIM é preciso entender primeiro a evolução das ferramentas de construção civil. No início, havia o lápis, o papel e a prancheta. Depois surgiram as linhas, os arcos e círculos do CAD. Então, o CAD se tornou 3D e agora o foco está em integrá-lo ao BIM. Lembrando que o BIM é um processo baseado em um modelo inteligente de planejamento, projeto, construção e gestão de construções e infraestruturas. Utilizar desse processo  não é criar apenas modelos digitais 3D, mas sim modelar objetos que possuem inteligência, geometria e informação.

Sua implantação ocorre por meio de um conjunto de aplicativos que se articulam em plataformas tecnológicas, compostas por sistemas interoperáveis de um mesmo ou de diferentes fornecedores. Estas plataformas definem a nova tecnologia de processo, de projeto e de gestão da operação, sendo variadas conforme a etapa do ciclo de vida da obra e as diferentes especialidades envolvidas, mantendo a integridade e consistência da informação e a interoperabilidade destes diferentes sistemas ao longo de todo o ciclo.

Ou seja, com a modelagem em BIM, a ideia é que esses vários programas com objetivos diferentes “conversem” entre si e indiquem soluções integradas automaticamente, ganhando agilidade na obra.

superbanner do podcast sobre o que é bim e como aplicar na sua empresa

O poder do BIM está na disponibilidade da informação: em qualquer momento do ciclo de vida do projeto os dados estarão lá, atualizados e precisos, para ajudar a reduzir o tempo gasto na reparação de falhas. Além disso, o modelo pode ser acessado de qualquer lugar e a qualquer momento, permitindo que o profissional de BIM faça uma série de modificações e a ferramenta vá respondendo a cada uma delas.

Para colocar uma janela onde antes estava projetada uma parede fechada, por exemplo, o sistema é capaz de fazer os cálculos e indicar a nova quantidade de tijolos, argamassa e tinta que será necessária, além de contabilizar a estrutura completa de mais uma janela. Tudo isso impactará também no cronograma e no orçamento, cujas informações já estão contempladas dentro do BIM

São todos esses ângulos da mesma informação que o profissional de BIM pode observar e trabalhar com engenheiros, arquitetos e empreiteiros de forma mais colaborativa, acessando e utilizando o projeto de maneira que a informação presente no modelo permaneça consistente e coordenada. O BIM ajuda a transmitir a intenção do projeto do escritório para a obra, reduzindo as chances de desvio do objetivo e problemas na coordenação da construção.  

Cada vez mais empresas estão investindo na metodologia de BIM para ajudá-las nas questões de competitividade e produtividade. A indústria da construção civil no Brasil está entre as maiores do mundo, sendo responsável por 2% da indústria global. Dada essa representatividade, não à toa órgãos governamentais, empresas e proprietários de obras estão exigindo o BIM em novos projetos de edificação: o governo do estado de Santa Catarina, por exemplo, criou o Caderno de Apresentação de Projetos em BIM para orientar as primeiras obras públicas do estado a serem projetadas em BIM.

Portanto, a difusão do BIM no país pode significar mais um passo em direção a um novo patamar de qualidade no planejamento e na administração da obra, de maneira que o sistema não se resume apenas a uma nova forma de apresentar o projeto. A grande vantagem está na construção de bancos de dados completos e na facilidade do seu acesso, garantindo para o profissional de BIM redução de falhas e omissões de documentos, diminuição de retrabalho, maior agilidade na execução do projeto, aumento de lucros e capacidade para ganhar novos negócios.

banner do podcast sobre o que é bim e como aplicar na sua empresa

Brenda Bressan Thomé

  • Editora do blog Sienge
  • Especialista em comunicação em mídias digitais
  • Jornalista formada pela UFSC
  • Filha de Engenheiro Civil e apaixonada por Construção

Leave a comment

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa