banner sienge

Lean Construction – Tudo que você precisa saber!

Blog > ciclo-sienge-posts, industria-da-construcao, software, tendencias
3 de setembro de 2014

Cada vez mais, as empresas de construção civil estão focadas na busca da quebra de paradigmas de gestão para seus processos de produção, que as tem levado a adotarem o Lean Construction (construção enxuta).

A Lean Construction é uma filosofia que incorpora o lean thinking, ou pensamento enxuto, idealizado pela Toyota, e baseada nas atividades por fluxo de atuação e os critérios de valor.

Nós preparamos este post com uma série de informações para ajudá-lo a entender melhor sobre como funciona o lean construction , e como vem sendo aplicado pelas empresas para melhorar seus processos e aperfeiçoar seus fluxos de atuação.
Na construção civil o modelo conceitual dominante define a produção como um conjunto de atividades de conversão, criando assim os 4 fluxos de conversão. Isso significa transformar insumos (informações ou materiais) em produtos intermediários (revestimentos, estrutura, alvenaria) e ao final a entrega (edificação, obra).

Quais são e como funcionam os 4 fluxos do Lean Construction?

#1 Fluxo de montagem – É o modelo adotado nos orçamentos convencionais, que são segmentados pelos produtos intermediários (vigas, paredes, portas), e também nos planos de obra, nos quais são representadas apenas as atividades de conversão. Assim, tanto os orçamentos quanto os planos de obra representam explicitamente a seqüência de atividades que agregam valor ao produto, também denominada de fluxo de montagem de uma edificação.

#2 Fluxo de materiais – Na construção enxuta, o fluxo de materiais compreende desde a matéria-prima até o produto final, é constituído por atividades de transporte, espera, processamento ou inspeção. As atividades de transporte, espera e inspeção são denominadas como atividades de fluxo de materiais.

#3 Fluxo de informações – Nesta filosofia, estão presentes os processos de natureza gerencial, tais como planejamento e controle e projetos. No caso de processos gerenciais, em vez de materiais, ocorre o transporte, espera, processamento e inspeção de informações. No processo de projeto os principais dados de entrada são as informações relacionadas às necessidades dos clientes e também às inúmeras características do terreno, que, após sucessivas atividades, são transformadas no produto projeto. Nesse caso, pode ser o projeto arquitetônico, estrutural ou de instalações.

#4 Fluxo de trabalho – Outro fluxo na produção que necessita ser gerenciado, que é o fluxo de trabalho. Esse fluxo trata do conjunto de operações realizadas por cada equipe no canteiro de obras. A operação referente ao trabalho realizado pode estar ligada por equipes ou por máquinas. Com o foco na redução de desperdício, podem-se adotar algumas medidas para reduzir o tempo perdido com deslocamento dos operários . Como por exemplo com o armazenamento prévio dos blocos cerâmicos nos pavimentos em que estão trabalhando e água em garrafas térmicas próximo á área em que estão trabalhando. Com essas medidas entre outras, garante-se que as equipes trabalhem o mais próximo possível de um fluxo de trabalho.

Os 4 fluxos citados auxiliam as empresas da construção civil a buscar melhores resultados e obter benefícios como aumento da confiabilidade de prazos, melhoria da produtividade e também da racionalização nas obras.
A proposta do lean construction vai além, ou seja, melhorar o processo removendo as ineficiências, implantando a auto-inspeção e a inspeção sucessiva, a redução do transporte, a melhoria do layout e a eliminação dos tempos ociosos de processo, entre outras providências.
Ou seja, até aqui vimos o primeiro ponto chave, que é minimizar os esforços das atividades que não somam funcionalidades ao produto final. O próximo ponto chave a ser avaliado é a atuação do lean constructionatuar na sistemática das necessidades dos clientes internos e externos. Mas isso já é assunto para outros posts.
Aguarde, estamos preparando outros materiais sobre o lean construction, disponíveis em breve no nosso blog. Volte sempre!

Para que os nossos materiais fiquem ainda melhores, compartilhe sua opinião sobre Lean Construction.

Brenda Bressan Thomé

  • Editora do blog Sienge
  • Especialista em comunicação em mídias digitais
  • Jornalista formada pela UFSC
  • Filha de Engenheiro Civil e apaixonada por Construção

Leave a comment

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa