banner sienge

5 recursos de uma solução tecnológica para a gestão de empreiteira

Blog > construcao, gestao, industria-da-construcao
24 de maio de 2016

Entenda como um software ou solução tecnológica podem ajudar a melhorar a gestão de empreiteira!

Um dos instrumentos que não podem faltar na caixa de ferramentas da construtora no momento de fazer a gestão de empreiteira é uma solução tecnológica especializada no segmento da construção civil. Isso porque, como você já viu, o contrato de empreitada exige alguns cuidados, os quais podem ser observados com mais facilidade com o uso de uma ferramenta que possui funcionalidades para gerenciar todas as peculiaridades que uma gestão de empreiteiro pode apresentar.

Por outro lado, quando bem gerenciado o trabalho com a empreiteira de obras pode resultar em grandes vantagens competitivas à construtora, relacionadas a redução de custos, ganhos de tempo e qualidade nas atividades desenvolvidas. Ou seja, uma boa gestão de empreiteira é a chave para se obter o máximo possível de benefícios dessa relação. Confira abaixo cinco das principais funcionalidades de uma solução tecnológica e como podem ajudar na gestão de empreiteiro:

#1 Gestão de contratos e documentos relacionados

Todas as informações presentes no contrato firmado com a empreiteira de obras – como obrigações de ambas as partes, descrições dos serviços contratados, valores e datas e formas de pagamento – podem ser importadas para a solução tecnológica, onde serão integradas às demais informações da obra e da construtora, como planejamento e fluxo de caixa.

#2 Segurança de trabalho

Com a segurança dos trabalhadores que irão operar na obra não se brinca, principalmente considerando que a construção civil é um dos setores que mais registra acidentes de trabalho no país. Sendo assim, a construtora deve cobrar da empreiteira que envie documentos que comprovem o bom estado de saúde dos funcionários (como atestados e laudos de exames) e a conformidade do empreiteiro com as Normas Regulamentadoras (NRs). Dessa forma, a construtora terá condições de integrar as informações na sua solução e acompanhar se os exames estão sendo renovados e os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e Coletiva (EPCs) utilizados adequadamente, por exemplo.

banner sobre o quiz desperdicio

#3 Ferramentas de gestão

Os instrumentos de gestão que não podem faltar no dia a dia de uma obra executada pela própria construtora, como projeto, orçamento, cronograma de obra e cronograma físico-financeiro podem – e devem! – ser aplicados na gestão de empreiteira também. Esses documentos são acompanhados e atualizados por meio da solução e funcionam integrados com o canteiro de obras, promovendo uma troca de informações em tempo real entre a construtora e o empreiteiro. Isso ajuda a acompanhar o trabalho de perto e identificar desvios relacionados ao desperdício de materiais e à evolução da obra, por exemplo.

#4 Pagamentos

O gerenciamento de fluxo de caixa realizado pela solução ajuda a construtora a visualizar entradas e saídas e se programar em relação ao pagamento das parcelas referentes aos serviços prestados pelo empreiteiro. Podendo, inclusive, se concentrar em ações de vendas e em outras iniciativas de captação de recursos com antecedência quando necessário.

#5 Registro de histórico

Com a entrega do empreendimento, a gestão de empreiteira termina por aqui, certo? Errado! Na verdade, é após a execução da obra que inicia uma etapa muito importante que vai render dados valiosos à construtora, a de registrar na solução informações relevantes a respeito da atuação da empreiteira, tais como cumprimento de prazos, qualidade do serviço executado, organização no canteiro de obras e eficiência na utilização de materiais. Elas poderão ser levadas em consideração no momento de escolher um parceiro para a próxima empreitada e de avaliar prós e contras de cada empreiteiro.

Vale a pena destacar que a utilização de uma solução tecnológica como ferramenta principal para gestão de empreiteira só confirma o quanto é importante estar sempre de olho na obra, com o objetivo de alimentar a solução para que trabalhe com informações consistentes e tomar decisões assertivas em tempo hábil. Afinal, assinar um contrato de empreitada não significa que sua construtora voltará a ver a obra apenas quando o empreendimento estiver pronto, e sim se beneficiar de todas as vantagens que isso tipo de parceria pode gerar!

 

banner sobre o quiz insumos da construção civil

Brenda Bressan Thomé

  • Editora do blog Sienge
  • Especialista em comunicação em mídias digitais
  • Jornalista formada pela UFSC
  • Filha de Engenheiro Civil e apaixonada por Construção

Leave a comment

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa