banner sienge

8 Dicas para começar a melhorar já a segurança no canteiro de obras

Blog > construcao, industria-da-construcao, sienge
4 de maio de 2016

Veja como melhorar a segurança no canteiro de obras e evite acidentes na sua empresa, mantendo seus trabalhadores mais confiantes e protegidos!

Imagine a seguinte situação: um operário está andando pelo canteiro de obra à procura de uma ferramenta. Ao pisar em uma pilha de entulhos, machuca o pé em um prego, se desequilibra e, com a queda, ainda bate a cabeça – acidente que o levará a ficar alguns dias afastado do trabalho devido aos ferimentos. Infelizmente, cenas como essa são comuns por trás dos tapumes. Mas, ao mesmo tempo, são uma verdadeira aula para melhorar a segurança no canteiro de obras  e reduzir acidentes. Quer ver só?

Em primeiro lugar, os entulhos não deveriam estar lá. A segunda lição é: onde estavam os equipamentos de proteção do trabalhador, como capacete e calçado de segurança? E a terceira, será que ele estava ciente da importância de utilizá-los?

Como você pode ver, tão importante quanto projetar, orçar e planejar a construção de um empreendimento é cuidar da integridade física de todos os profissionais que forem atuar e garantir a segurança no canteiro de obras – de acordo com o último Anuário Estatístico da Previdência Social, a construção civil é o quinto setor econômico com o maior número de acidentes e o segundo mais letal aos trabalhadores.

Para fugir de estatísticas como essas, é preciso fazer um planejamento de segurança de trabalho antes mesmo de as obras iniciarem. Neste post você vai encontrar itens que não podem ficar de fora desse projeto. Confira:

#1 O planejamento em si

Projetos, cronogramas, orçamentos e demais ferramentas de gestão são extremamente importantes para o acompanhamento da obra, e para garantir a integridade física e segurança de todos os profissionais que forem atuar em cada uma dessas etapas o planejamento de segurança de trabalho é essencial. Para isso, cada obra deve passar primeiramente por um levantamento de riscos para que a construtora, em parceria com especialistas no assunto, possa traçar uma estratégia de prevenção mais adequada à realidade.

#2 Uso correto de equipamentos de proteção adequados

Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria da Construção e do Mobiliário (Contricon), o alto número de acidentes de trabalho no setor está relacionado principalmente à falta do uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e Coletiva (EPCs). Daí a importância de a construtora, além de fornecer os dispositivos adequados ao risco de cada atividade, exigir o seu uso e estar atenta às trocas e manutenções.

#3 Cumprimento das normas de segurança

Você sabia que existe uma Norma Regulamentadora (NR) que exige a utilização de EPIs no canteiro de obra? Além dela, existem muitas outras normas de segurança que devem ser cumpridas pelas construtoras para garantir condições mais seguras e evitar multas, como a NR 18 (Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Construção Civil) e NR 35 (Trabalho em Altura). Conheça outras no nosso guia de normas da construção para 2016.

banner sobre ebook uso da tecnologia

#4 Conscientizar, treinar e fiscalizar

Os motivos para um trabalhador não apresentar um comportamento seguro podem ser muitos, entre eles, não estar ciente dos riscos oferecidos pela sua atividade. É por isso que devem ser realizadas regularmente campanhas de conscientização para evidenciar perigos e treinamentos para orientar quanto ao uso de equipamentos e preparar para situações críticas que possam ocorrer. Feito isso, o canteiro de obra deve ser sempre fiscalizado para estimular a adoção das práticas.

#5 Limpeza e organização

Outra orientação bastante importante que deve ser abordada em campanhas e treinamentos é a limpeza e a organização do canteiro de obra. Entulhos, ferramentas, tijolos, areia, tábuas e outros objetos não podem ficar espalhados pelo chão por um simples motivo: evitar situações como a mencionada no início deste post. Por isso, sempre que necessário, esses materiais devem ser recolhidos para não obstruírem a passagem e evitar acidentes.

#6 Apoio de especialistas no assunto

Por não ter foco principal em segurança, talvez seja complicado para a construtora definir os equipamentos de proteção mais adequados, instruir e fiscalizar equipes e até criar um layout de canteiro de obra mais propício para a prática da limpeza e organização. Por isso, conte com técnicos de segurança de trabalho especializados em construção civil para desenvolver com excelência seu projeto de melhorar a segurança no canteiro de obras!

#7 Manutenções preventivas

Um benefício extremamente importante em se realizar revisões preventivas no maquinário utilizado pela construtora é a segurança dos trabalhadores, uma vez que poderão utilizar todos os recursos oferecidos pelos equipamentos sem se preocuparem em sofrer acidentes pelo seu mau funcionamento. Por isso, vale a pena elaborar um planejamento de manutenções preventivas de todas as máquinas e todos os equipamentos que fazem parte do patrimônio da construtora para mantê-los sempre em perfeito estado de funcionamento.

#8 Conte com a tecnologia

Colocar em prática um excelente projeto de segurança de trabalho vai exigir organização da construtora para que prazos não sejam perdidos e ações sejam devidamente acompanhadas. Uma solução tecnológica especializada no segmento de construção civil é a aliada perfeita para essa missão, pois ajuda a acompanhar a saúde dos trabalhadores, controlar equipamentos de proteção e registrar e integrar dados de documentos das NRs – entre muitas outras funcionalidades!

banner do ebook sobre produtividade na construção

Brenda Bressan Thomé

  • Editora do blog Sienge
  • Especialista em comunicação em mídias digitais
  • Jornalista formada pela UFSC
  • Filha de Engenheiro Civil e apaixonada por Construção

Leave a comment

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa