banner sienge

Gestão de Obras: 5 razões para fazer um orçamento de obras

Blog > gestao, industria-da-construcao
4 de março de 2015

Otimizar tempo de trabalho e melhorar a lucratividade é possível com uma boa gestão de obras.

Um estudo recente realizado pela consultoria Deloitte junto a construtoras aponta o desvio médio de 21,7% entre o orçado e o custo real de uma obra. Diagnosticar os fatores que acarretam a imprecisão orçamentária é o primeiro passo para reduzir a margem de riscos e manter os desvios controlados.

Você e seu time de engenheiros e técnicos lidam diariamente com um grande número de orçamentos que devem ser elaborados em um curto espaço de tempo. Você já parou para pensar em quanto tempo dedica a esta etapa fundamental da obra? Já ponderou que, se você e sua equipe dedicarem mais atenção na elaboração do orçamento, o produto final será apresentado com maior exatidão viabilizando benefícios a todos os integrantes do negócio?

banner sobre a palestra construção sem orçamento

O desconhecimento de metodologias e práticas de Gestão de Obras eficazes somado ao uso de informações inconsistentes resulta na entrega de orçamentos imprecisos que possivelmente causarão inúmeros prejuízos tanto para a construtora como para o cliente final.

Veja a seguir razões que comprovam a urgência de um bom orçamento de obra:

  1. Assertividade na apresentação de dados. Profissionais envolvidos no processo de elaboração orçamentária têm a obrigação de conhecer técnicas que envolvam o cálculo de composições unitárias, encargos, tributação e formação de preços. Se um engenheiro da construção de um edifício calcula erroneamente o volume de cimento e água necessários para pavimentar uma superfície, poderá comprometer a textura do material e sua durabilidade colocando em risco a segurança e integridade física dos futuros moradores.
  2. Agilidade na entrega. Mais da metade das construtoras ainda utilizam somente planilhas eletrônicas com recursos limitados quando poderiam recorrer ao uso de novas tecnologias. Se os funcionários necessitarem atualizar valores ou substituir insumos de determinada obra, o tempo que se leva para finalizar a planilha é bem maior do que se houvesse um banco de serviços e composições estruturado e multi-usuário. Assim, a agilidade na entrega de um orçamento no tempo ideal é comprometida e ocasiona atrasos na tomada de decisões.
  3. Atenção às especificidades. Todo projeto de engenharia tem seu custo variado em função das características de cada obra, de seu projeto e respectivas especificações técnicas. A especificidade também está relacionada com condições locais da obra tais como relevo, solo, clima, características urbanas. Se o orçamento de uma cobertura for estimado sem levar em consideração a sobrecarga de peso da caixa d’água, o material utilizado pode não ser o mais adequado para evitar infiltrações e rachaduras em sua estrutura.
  4. Temporalidade. Os valores orçados tornam-se defasados ao longo do tempo. Tal fato ocorre em função da inflação, flutuação de preços dos insumos, alterações tributárias e cenários financeiros que limitam no tempo a validade de um orçamento. Quando estes fatores são ignorados, uma obra pode simplesmente ser paralisada por deficiência de recursos orçamentários suficientes para a sua conclusão.
  5. Padronização e detalhamento. Os custos unitários de materiais, equipamentos e mão de obra necessários para cada serviço devem estar bem identificados, quantificados e mensurados de forma objetiva no orçamento, por meio de uma unidade de medida (quilogramas de materiais, horas de mão de obra). Se uma pessoa efetua a estimativa errada de pedreiros e serventes, a execução da obra poderá ser interrompida ou se prolongar além do prazo de entrega acarretando prejuízos financeiros ao cliente final.

banner sobre ebook gerenciamento de obra do inicio ao fim

A prática da boa Gestão de Obras na execução do seu empreendimento envolve o investimento de tempo e aplicação de técnicas e recursos de forma eficiente. A atenção dada a esta etapa do projeto é vital não apenas para você reduzir riscos e evitar futuros problemas, como também para garantir maior precisão e assertividade na entrega ao seu cliente.

Quer saber mais? Baixe o modelo de orçamento de obra gratuito ou fale conosco e conheça a solução tecnológica ideal para apoiar sua Gestão de Obras!

superbanner do ebook 7 dicas de ouro de como fazer orçamento de obra

Brenda Bressan Thomé

  • Editora do blog Sienge
  • Especialista em comunicação em mídias digitais
  • Jornalista formada pela UFSC
  • Filha de Engenheiro Civil e apaixonada por Construção

Leave a comment

Receba Novidades do Blog
Coloque o seu email acima para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Saiba como o Sienge pode ajudar a sua empresa